Hanbagu (ハンバーグ) não é hambúrguer!

Lembro como se fosse ontem, quando chegamos no Japão… Nossa tudo era novo, diferente, e as comidas? Bem, não demorou para percebermos que sentiríamos saudades do cardápio brasileiro! Rs

Em nossa primeira semana no Japão, em Toyota-shi, conhecemos um restaurante muito conhecido por aqui: Sayzeria. Existe por todo o Japão, de norte a Sul. A comida é boa e barata.

O cardápio do Sayzeria conta com alguns tipos de salada, macarrão, gratinados, petiscos, pizzas e o … Hanbagu! “Opa, hambúrguer!” , pensei comigo… Estou salva, pelo menos no Japão tem hambúrguer…rs (não que eu não goste da comida japonesa, mas …..)

Olhei a foto no cardápio, e pensei: ué, mas não vem com pão? Tipo, sanduíche?

Não…é assim mesmo: hambúrguer, um “espirro” de milho, 3 batatinhas, um molho e só.

Heinnnn? A hora que o prato que eu pedi chegou, olhei e já achei estranho. Pra mim hambúrguer é no pão, sanduíche…mas, temos que provar ne!

Após a primeira garfada, tive a certeza que não me acostumaria com a idéia de comer o tal hanbagu. O sabor completamente diferente dos hambúrgueres do Brasil. É um bolo de carne, sim, mas a textura é diferente, é muito macio, mas…não era o hambúrguer que eu esperava comer!

Bem, após a primeira impressão do hanbagu (ハンバーグ), idas a mais alguns restaurantes, definitivamente cheguei a conclusão que o hanbagu aqui no Japão é completamente diferente do que estamos acostumados! E sim, é gostoso!

Claro, como toda comida, tem suas exceções. Hoje já tenho o meu restaurante preferido para comer hanbagu. Em alguns restaurantes, o hanbagu é mais seco, a carne não fica macia, mas pelo o que notei, na maioria a carne não tem muito tempero, pois isso fica por conta do molho que complementa o prato escolhido.

Enfim, quando retornamos para o Brasil em 2009, comi hambúrguer, x-salada, mas advinha? Que saudade de comer hanbagu! Rsrs

Ah, escrevo hanbagu (ハンバーグ) que é como os japoneses falam!

E agora, só para dar água na boca, fotos! 🙂

IMG_0039 IMG_0036

Arroz sem sal …

Antes de vir ao Japão pela primeira vez, estávamos acostumados a comer apenas o bom e velho arroz agulhinha, cozido e generosamente temperado com sal, cebola e por vezes, alho!

Aqui, tentamos manter essa tradição, mas como o arroz agulhinha não é facilmente encontrado em mercados, e quando encontramos, normalmente está com preços altos, passamos a comprar do arroz japonês.

No Japão, o costume é fazer o arroz em panela própria: a Takuhanki (炊飯器), também conhecida por aqui como “panela de gohan” (lê-se gorran, que significa arroz branco), que torna o processo muito mais simples, pois basta colocar o arroz com água na panela e liga-la para que magicamente tudo fique pronto em torno de uma hora! 🙂

São muitos os modelos e, também, os preços de panelas de arroz!

Nós levamos um bom tempo para nos acostumar com o hábito de comer o arroz como os japoneses (sem tempero, nem mesmo o sal). Inclusive, descobrimos que o uso de temperos na penela de arroz faz com que a vida útil do copo interno seja bem reduzido!

Hoje, já estamos mais do que habituados com o arroz branco e sem sal, e porque não dizer ainda que passamos a preferir comê-lo dessa forma! Mas claro que de vez em quando bate saudade de comer o arroz agulhinha, temperado a moda brasileira! 😉

E vocês, também comem arroz branco, ou preferem o agulhinha?

Sabor adocicado das comidas

Sei que já faz um bom tempo que não publicamos nenhum artigo! Infelizmente por aqui o tempo é curto pra quem trabalha em fábrica, como é nosso caso (veja em “Primeiro Trabalho“). Mas aqui estamos nós novamente! 🙂

Quando estavamos no Brasil, com uma certa frequência, compravamos comida típica japonêsa para comer em casa, ou nas feiras típicas que existem em Curitiba. Já na primeira semana que estavamos por aqui, compramos um Bentô ( 弁と ) de Yakisoba ( やきそば ), que é um prato de comida pronta, que pode ser encontrado facilmente em lojas de conveniência e mercados. A grande surpresa foi nas primeiras garfadas … o tempero daqui é adocicado e não lembra em nada o que haviamos comido no Brasil! Não que seja ruim, mas é novo. 

O sabor doce não fica limitado ao Yakisoba, e sim, a toda culinária japonesa. Aos poucos estamos nos acostumando, mas ainda sentimos saudades do bom e velho temperinho brasileiro quando vamos à restaurantes, sem falar na fartura brasileira.