O novo perfil dos dekasseguis.

No Japão pela segunda vez, junto com meu marido, é impossível não notar que a mentalidade dos brasileiros que imigram para o Japão com o intuito de trabalhar, mudou de uns tempos pra cá.

Desde que o movimento dekassegui teve início, a partir do fim do anos 80, muitos brasileiros descendentes de japoneses decidiram imigrar para o Japão em busca de melhores salários e com o intuito de dar melhores condições de vida para seus familiares.

Assim, sujeitavam-se à vários tipos de trabalhos (considerados, pesados, sujos ou perigosos pelos japoneses), em geral, em fábricas que vendem serviços para as indústrias automobilística e de eletrônicos, mas em troca de um ótimo salário.

Muitos desses brasileiros têm alta escolaridade, possuem diploma, mas por não terem o conhecimento do idioma japonês, acabam trabalhando nas fábricas.

Mesmo após tantas crises econômicas, o número de brasileiros que vem ao Japão para trabalhar, só aumentou no decorrer dos anos, porém, o “novo dekassegui”, seja com estudo, formação superior ou não, tem procurado se aperfeiçoar no idioma, e profissionalmente, buscando cursos técnicos, e até mesmo faculdade à distância.

Desta forma, tornam-se aptos para concorrer a vagas no mercado de trabalho japonês, não somente as vagas em fábricas, mas sim àquelas que exigem um conhecimento especifico.

E assim, abre-se um leque de opções considerável para os que buscam uma rotina um pouco mais tranqüila daquela conhecida nas fabricas, pois o dekassegui passa a ter mais tempo para estudar e se aperfeiçoar cada vez mais.

Fico feliz sempre que conheço uma história deste tipo. De brasileiros que vieram para cá, e com muita força de vontade conseguiram sair das fabricas e estão levando uma vida “normal”, conseguindo estudar e se sustentar. E fico mais feliz ainda que isto tem se tornado muito comum! 🙂 Sinal que, aos poucos, mas o Japão e consequentemente o povo japonês, está cada vez se adaptando e se abrindo aos estrangeiros de um modo geral.

Claro, sem tirar o mérito daqueles que trabalham nas fabricas, pois não é uma rotina fácil. Trabalha-se muito!

Ganbatte!!! 😉

Fonte: https://pt.wikipedia.org/wiki/Dekasseguis_brasileiros